Home » Notícias » Petróleo vai posicionar a língua portuguesa na geopolítica mundial

Petróleo vai posicionar a língua portuguesa na geopolítica mundial

Petróleo vai posicionar a língua portuguesa na geopolítica mundial - Lateorke Oil Gas

MAPUTO - 2014/03/05 - Ferreira de Oliveira, CEO da Galp Energia, disse que acredita que o petróleo do Brasil e o gás de Moçambique vão mudar a percepção que o mundo tem da CPLP. A sua companhia está nos dois palcos e se para já é tempo de investir, depois de 2017 a operação no pré-sal do Brasil começará a libertar dinheiro.

 

Nos países da lusofonia, especificamente em Angola, Moçambique e Brasil, desde 2006 até hoje, ocorreram 26% de todas as novas descobertas de petróleo e gás. E das descobertas no mar profundo, 52%. A taxa de crescimento desta actividade vai ser explosiva.

 

Não tenho dúvida que, nesta década em que estamos a viver, vai posicionar a CPLP em termos geopolíticos no mundo. Moçambique tem hoje em desenvolvimento o maior projecto de gás do mundo e o Brasil o maior projecto de petróleo do mundo. Estar nestes dois projectos é um privilégio enorme e uma responsabilidade gigantesca.