Home » Notícias » Notícias Moçambique » UEM lança primeiro curso de Mestrado em Petróleo

UEM lança primeiro curso de Mestrado em Petróleo

UEM lança primeiro curso de Mestrado em Petróleo - Lateorke Oil Gas

MAPUTO - 2014/02/20 – A Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a mais antiga instituição do ensino superior em Moçambique, lançou hoje, em Maputo, o primeiro curso de pós-graduação em engenharia petrolífera.

 

O Programa, que tem como parceiro directo a Anadarko Moçambique, tem como objectivo principal capacitar moçambicanos para integrarem o mercado de trabalho da área petrolífera e de gás natural, um sector novo para o país. A Vice-reitora para a área académica da UEM, Ana Mondjana, disse, durante a cerimónia de lançamento, que “o programa responde, de forma delicada, a um dos maiores desafios nacionais do sector do petróleo e gás natural, e acontece como resultado de uma parceria inteligente entre o sector empresarial e académico”. Em 2012, a UEM desenhou um plano de formação de engenheiros e geocientistas numa perspectiva escalonada em curto e médio prazo.

 

Na componente académica, a iniciativa, segundo a vice-reitora para a área académica, visa “preparar a UEM para continuar a liderar a formação e preparação dos moçambicanos em diferentes áreas do saber, como profissionais e investigadores”. Ela disse ainda que a preparação dos moçambicanos deve ser baseada em conhecimentos sólidos adquiridos ao longo da formação que se pretende que esteja em consonância com os padrões internacionais.

 

A Anadarko Moçambique assinou com a UEM um acordo de cooperação válido até 2016. “De facto, a UEM sempre teve este curso nos seus planos de crescimento. Porém os meios necessários para a implementação de cursos deste género afiguravam-se difíceis de congregar, o que relegava a iniciativa para um plano de médio prazo”, disse Ana Mondjana. A parceria com a Anadarko, de acordo com Mondjana, representa um grande desafio para a capacidade da UEM. “Caberá a UEM acelerar o passo para garantir a continuidade do programa e a sua extensão para o nível de doutoramento”.

 

O primeiro curso de mestrado em engenharias de petróleos vai ter 22 estudantes. Durante a cerimónia de hoje, os 22 estudantes receberam certificados de participação no curso propedêutico que durou um ano e que visava capacitá-los em petroquímica.

 

Por seu turno, o Director - Geral da Anadarko Moçambique, John Peffer, destacou que aquela multinacional está empenhada em desenvolver, com segurança, uma oportunidade transformacional para Moçambique. Segundo Peffer, tal transformação deve beneficiar aos moçambicanos “na formação e no progresso profissional de estudantes também moçambicanos, como força de trabalho neste projecto”. Peffer disse ainda que se deve aperfeiçoar os fornecedores e prestadores de serviços para que façam parte da cadeia do Projecto.