Home » Notícias » Notícias Moçambique » ENH e Anadarko apresentam estudo macroeconómico da Área 1

ENH e Anadarko apresentam estudo macroeconómico da Área 1

ENH e Anadarko apresentam estudo macroeconómico da Área 1 - Lateorke Oil Gas

MAPUTO - 2014/08/19 - A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) apresentou esta terça feira, em Maputo, um projecto que consiste no processamento e liquefacção de Gás Natural Liquefeito (GNL), através de sistemas de captação sub-aquaticos e poços em alto mar.

 

Um relatório da Anadarko Petroleum Corporation, fornecido ao Standard Bank Moçambique e apresentado pela ENH, dá conta de que a oportunidade de um empreendimento de liquefacçao de gas natural (GNL) em Moçambique é grande e sem precedentes.

 

Até 2035, este empreendimento poderá criar 700 mil postos de trabalho e um aumento de 600% no PIB, em termos reais e aumentar a prosperidade da economia moçambicana.

 

A ENH e o Governo de Moçambique (GdM) podem receber, conjuntamente, 62 a 65% em ganhos fiscais – e  84 a 88% numa base ajustada ao risco. Isto pode significar elevados montantes de fluxos de receitas para o GdM que cheguem atingir até 212 mil milhões de USD, no caso de um projecto de GNL de seis trains.

 

O projecto confere a possibilidade de Venda Doméstica de gás (VDG) para impulsionar a industrialização através de fábricas de fertilizantes, centrais de produção de electricidade e outras indústrias alimentadas pelo gás tais como o GTL, petroquimicos e potencialmente através de um gasoduto.

 

A análise financeira deste projecto prevê um retorno entre 12 a 16%, na área 1, dentro dos padrões globais e alerta que os atrasos podem aumentar o risco de não se construir o montante máximo de trains, diminuindo os benefícios para Moçambique.

 

Em comparação com os mega- projectos anteriores, este é considerado diferente em tamanho, âmbito e impacto, e tráz mais ganhos fiscais e industriais para Moçambique.